Comunicação integrada e comprometida com o resultado!
(11) 3230-7434 | (13) 3304.7437
Facebook Twitter Flickr
terça-feira, 10 de abril de 2018

“Precisamos de uma política nacional de Segurança Pública como ocorre com a Saúde e a Educação”, afirma secretário do Ministério da Defesa

Escrito por: Michel Penna

Ações como a intervenção federal no Rio de Janeiro são apenas os primeiros passos de uma série de transformações que precisam ser realizadas nas políticas de segurança pública em todo o país. Isso é o que apontam representantes do Governo Federal como o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna, e o secretário de Produtos de Defesa da pasta, Flávio Augusto Corrêa Basílio. Eles participaram da cerimônia de abertura da LAAD Security, realizada na manhã desta terça (10).

A primeira grande mudança que o país precisa, destaca Flávio Basílio, é a de promover a centralização do planejamento do setor. “Precisamos de uma política nacional de Segurança Pública como ocorre com a Saúde e a Educação. Este é um desafio que precisamos enfrentar e creio que o ministro Raul Jungmann (Segurança Pública) vai promover grandes avanços neste sentido”.

Como exemplo de medidas positivas que seriam reflexos desse processo estão a unificação e padronização de requisitos operacionais para compra de equipamentos  para as forças públicas. “Sem isso, compra-se mal. É de fundamental importância promover uma revisão nos processos. Implantar, por exemplo, um processo nacional de compras que possa abranger todas as polícias no Brasil, seguindo uma padronização de requisitos operacionais”, explica.

O ministro Joaquim Silva e Luna elenca outro obstáculo: a pesada tributação da indústria brasileira da Defesa. “Recentemente iniciamos um processo de compra de capacetes e coletes de proteção e o TCU (Tribunal de Contas da União) exigiu a consulta internacional de preços. Por conta dos impostos, as empresas brasileiras já entram na disputa com o índice de 60% de desvantagem no preço. Precisamos unir forças para combater isso”, alerta.

 

Sobre a LAAD Security

A LAAD Security – Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa – reúne empresas nacionais e internacionais que fornecem equipamentos, serviços e tecnologias para Segurança Pública, Forças Policiais, Forças Especiais, Forças Armadas, Law Enforcement, Homeland Security e gestão de segurança de grandes corporações, concessionárias de serviços e infraestrutura crítica do Brasil e da América Latina. Em sua quarta edição, o evento, que reunirá cerca de 100 marcas expositoras e que deverá receber mais de 9 mil profissionais do setor, apresentará soluções em autenticação, controle de acesso e vigilância; emergência, salvamento e resgate; equipamentos pessoais e táticos; cyber security; ópticos e optrônicos; munição e armamento; perícia criminal e forense; transmissão e comunicação; veículos e helicópteros; e etc.

 

Sobre a Clarion Events

Por mais de 65 anos, a Clarion Events dedica-se à promoção e organização de feiras de negócios, eventos e congressos. São mais de 200 eventos realizados ao redor do mundo, que reúnem aproximadamente 700 mil pessoas e 12 mil expositores e patrocinadores. Com presença global, a companhia possui 12 escritórios em 9 países diferentes e está no Brasil desde 2008.

 

Assessoria de Imprensa – LAAD Security 2018

Conteúdo Empresarial – Comunicação Integrada

11 – 3230-7434 / 13 – 3304.7437 – 3304.7438

 

Atendimento à Imprensa:

Michel Penna

michel@conteudoempresarial.com.br

11 – 98539-2126

SKYPE: conteudo.empresarial5

 

Jéssica Santos

jessica@conteudoempresarial.com.br

13 – 98125-4008

SKYPE: conteudo.empresarial6

       Valeria Bursztein

       valeria@conteudoempresarial.com.br

       11 – 99104-2031

       SKYPE: vbursztein

 

       Érica Amores

       erica@conteudoempresarial.com.br

       13 – 99706-6073

       SKYPE: erica.amores


+VEJA MAIS RELEASES SOBRE ESTE CLIENTE